21 setembro 2012

Marialba C. F.



Maria, Mari, Marialba de tantos nomes e caráter único, imenso e belo.   

Sei o quanto a Vida me ama, por constatações assim: a certeza de ter pessoas especiais em minha vida, em meus caminhos, que vou encontrando nas esquinas por onde passo.  Umas me enriqueceram no mesmo instante, as vezes no primeiro e único encontro, do qual saí mais rico, mais apaixonado pelo fato de estar vivendo, e de quem fui levando, sempre, um pouco mais de sabedoria e de experiência.   

Em outros casos, esse encontro foi apenas o início da caminhada na qual fui me enriquecendo ao longo da mesma, até chegar aos dias de hoje com essa certeza na alma: realmente a Vida me ama muito! 

Você é uma dessas últimas, que encontrei e pude, como ainda posso, seguir junto, caminhar junto, aprendendo o sabor de ser e de sentir a grandeza de saber que não somos uma ilha, que temos pessoas que nos amam e que é muito gratificante poder retribuir com o mesmo sentimento de carinho e lealdade.   

A Vida, quando me apresentou Luce, que é meu farol, você estava junto, naquela tarde de outubro de 1976.  De La para cá, muitas vezes pude dizer nesse dia: -“Parabéns!  Você merece!”.  Você é um grande presente com sua presença em nossas vidas: na minha, na de Luce e na das crianças.   

Você é a maninha que a Vida me deixou escolher.   

Beijos!!!!

17 setembro 2012

Ilha Grande – (Tema de desterro )







Ilha Grande – (Tema de desterro )








Ilha Grande, terra má, inamistosa,
és a origem de meu canto em desencanto,
és o futuro de um passado que foi meu.

Como és ingrata ao destruíres assim
a rosa-dos-ventos-sonhos
que em mim viveram um dia,
deixando apenas os espinhos da tristeza
sufocarem meu viver com nostalgia.

Ilha maldita, multicor, fantasiosa,
toda formosa, és feminina, és mulher!

Vestes-te em rendas,
Flamboyants, jasmins e rosas,
Charme selvagem!
...só destróis quem não te quer.


Ilha Grande – IPCM – um dia qualquer de 1974.
 (por PRAD*)

*Paulo da Vida Athos (pseudônimo)

Heil Joaquim! STF, Tribunal de exceção



Infelizmente há raias de tribunal de exceção, e influência de Günther Jakobs, em várias das decisões e teses defendidas por ministros da suprema corte brasileira que, em princípio, deveria salvaguardar a Carta da República, principalmente nas regras constitucionais e infraconstitucionais concernentes aos direitos difusos, coletivos e individuais, garantidores que são do que se considera “estado de direito democrático”.


O que vi, em muitas dasdecisões nessa ação político-penal, foi um arremedo de aplicação dodireito. Essa decomposição das teses atéentão aplicadas no STF, redundantemente começou no começo ao não desmembrarem oprocedimento contra os réus que, absolutamente, não tinham, nem reflexamente, foro privilegiado.

Entre várias heresias tão agosto de tribunais de exceção, a mais grave foi aquela de que o MP não precisamais provar o que alega contra o réu. Percebem onde isso pode dar?

A população aplaude Joaquim Barbosa e seus seguidores e crucificamquem queira atuar como um magistrado de corte constitucional deve fazer:garantindo o direito contra todos e contra tudo que desafie o devido processolegal.

Pois muito bem, senhoras esenhores, e amanhã? Imaginem as teses adotadas por esse Tribunal associadas aoprojeto do novo Código Penal que querem aprovar.

Quais os efeitos que esseteratológico julgamento da Ação Penal 470 terá sobre as decisões jurídicas esobre os jurisdicionados, da capital da República aos confins das maisdistantes Comarcas, nesse país tão continental e tão desigual em que vivemos,se, historicamente, quando se abre no judiciário as portas para a Políticafecha-se para a Justiça?

06 setembro 2012

Rede Globo, ontem e hoje, sempre golpista








A Rede Globo sempre foi o antro com o maior número de canalhas por metro quadrado.

Cresceu e se solidificou durante o período do golpe militar de 64, apoiando, através da distorção ou omissão de fatos, a tortura, os assassinatos, os banimentos, os ataques contra a cidadania, contra a soberania e contra o povo brasileiro.  De lá para cá, apenas uma coisa mudou: temos democracia. 


Porém, aquele antro de canalhas continua boicotando o povo, usando as mesmas táticas.  Quem esqueceu os esforços daquela quadrilha para impedir a eleição e a reeleição de Lula e, posteriormente, a eleição de Dilma?  Pois bem, faço aqui um alerta.  As eleições estão bem ali na esquina, tão pertinho que já até já podemos vê-la.   A Rede Globo, membro honorário da mídia golpista, fará tudo para impedir que as esquerdas consigam mais prefeituras e, por conta disso, mais possibilidades de fazer um Brasil mais justo e melhor.


Fiquemos de olho!  Não nos esqueçamos de que a Direita contém o discurso do Capital e que o Capital vive do sangue, do suor e das lágrimas do povo brasileiro.


Atentos à mídia golpista!

Meu filho

Tenho em minha vida o homem mais doce que existe, meu filho. Quem tem a felicidade de conhecê-lo, sabe disso. Um cara amigo, leal, com ...