18 março 2014

Vara de linchamentos penais

Criaram no Brasil a vara de linchamentos penais

Então é assim.  Se um preso tem regalia na prisão, prende mais o preso.  Coloca ele em RDD, porque preso não pode pensar em melhorar sua vida no inferno.  

Quanto a quem deu a regalia, ou o responsável por tal "desatino", não se faz nada.  Também pra quê, se preso foi feito mesmo pra se esfolar?  

Existem mais de meio milhão de presos em nossas masmorras, nos infernos que nós aprovamos com nossa omissão.   Mas apenas sobre dois ou três, "por acaso" membros do PT, pairam os olhos da (?)justiça(?) em sua inexorável retidão moral e cegueira.

É a vingança da mídia golpista e da oposição cretina que, para se vingar das derrotas políticas impostas pelo PT, usam de toda a covardia que um ser humano pode ter.

Para isso, além da mídia, cujos proprietários estão entre os mais ricos do país, usam parte do judiciário e do MP, a banda podre dessas instituições, nessa perseguição desumana e medieval aos petistas presos.

É ódio ao PT.  Ódio ao petismo.  Ódio aos petistas.

Tomara que Joaquim Barbosa se candidate!  

Responderemos nas urnas.

Nós, o povo!

05 março 2014

Basta!

Basta!
O acirramento da ânsia golpista da elite não tem limites. Querem derrubar Dilma. A Folha, arauto paulista da tradicional família bandeirante, prega o golpe antidemocrático incitando o povo a um levante contra o PT. O desassombro do jornal de Otávio Frias extrapolou qualquer limite tolerável de razoabilidade. Incita o ódio e o golpe, demonstrando, dessa forma, não apenas o desespero com que essa elite vê a alta probabilidade de mais 4 anos de Dilma no poder, mas, principalmente, o ódio que nutrem pelo PT. Fosse no "democrático" pais de Obama, já estariam sendo processados. Isso nào é liberdade de expressão. Incitar o povo contra um governo legitimamente eleito pelo povo é opinião, não expressão, e ninguém, assim como nenhum veículo, principalmente de massas, pode insuflar o povo contra esse governo, para depô-lo, sem cometer crime. Qualquer crítica que se faz à imprensa, se socorrem da "liberdade de expressão". Criticam o que dão como certo, a reeleição de Dilma, dizendo que a oposição, incapaz "de entusiasmar o país com um projeto de mudança, os adversários de Dilma terão de confiar nos embates de campanha e na propaganda eleitoral para conquistar terreno. Sua maior esperança, porém, reside no clima de instabilidade política que se vê em todo o país –algo que nenhum candidato controla, mas que afeta sobretudo aqueles que estão no poder”. Ou seja: apostam "num clima de instabilidade" que eles mesmos fomentam., como o caso daquela jornalista que pede uma nova marcha da família aos moldes da que incentivou o golpe de 64 e os militares golpistas, que a Folha vem repercutindo com prazer. Ela e os demais meios da velha mídia golpista. Isso não é liberdade de expressão! É conclamação ao caos que nasce do medo e do ódio que sentem pelo PT, da vontade de voltar a mamar nas tetas da viúva e de retomarem a usufruir do bolsa-elite que lhes foi arrebatado pelo povo. É preciso que o governo adote medidas judiciais contra esse arrivismo, imediatamente. E, terminada a apuração dos votos que reelegerão a presidenta Dilma, erguer a bandeira da regulação dos meios de comunicação. Basta! Não pode ter concessão pública quem a usa contra a Democracia. 

Meu filho

Tenho em minha vida o homem mais doce que existe, meu filho. Quem tem a felicidade de conhecê-lo, sabe disso. Um cara amigo, leal, com ...