17 julho 2015

Nau e nós (para Mariluce)


Nau e nós...  (para Mariluce)


Nesses anos de viagem juntos, faz tempo que estamos embarcados no mesmo barco.

Passamos por tempestades, enfrentamos ventos de proa e de popa, de estibordo e de bombordo, atravessamos oceanos e mares, ficamos muitas vezes perdidos, e quantas não foram aquelas em que duvidei que o barco fosse resistir.

Foram vagas fortes, temporais que apagavam os dias que se misturavam com as noites, noites muitas vezes de céu sem luar e sem estrelas que nos servissem de orientação, e quantas foram as vezes achei que os impactos com recifes levariam nossa embarcação ao fundo.

Mas vimos paisagens fantásticas e vivemos momentos raros, únicos, inesquecíveis, que apenas poderiam ser testemunhados por quem viveu grandes amores, e das histórias de amor que conheci, nunca ouvi nenhuma mais bela, nem de amor maior que o nosso.

Tive a sorte de amar você, de ser amado por você, de ter você a bordo do nosso amor, que nos momentos mais difíceis foi timoneira, mestre e farol, estrela guia e vento que enfuna as velas, com a força, a coragem, a serenidade, o carinho, a determinação e a inteligência, com que Deus e a Vida a brindaram.

Tive muita sorte. Tenho muita proteção.

Ter você ao meu lado durante essa viagem é a mais fantástica viagem que alguém poderia sonhar.

Pois você não é um lugar, um país, um continente, você é um universo.

Um universo em que a gente se perde e se encontra, e nunca para de ser surpreendido com novas possibilidades, com outros horizontes, oriundos da energia inesgotável que existe em seu interior, em seu amor, em sua fé.

Essa viagem hoje completa 33 anos dos 39 que estamos juntos, desde que nos conhecemos.

Como antes, como sempre: amo você!

Obrigado por continuar a bordo...

Rio, 17 de Julho de 2015.

Nenhum comentário:

Meu filho

Tenho em minha vida o homem mais doce que existe, meu filho. Quem tem a felicidade de conhecê-lo, sabe disso. Um cara amigo, leal, com ...