15 abril 2007

Nada pergunte













Nada Pergunte




por Paulo da Vida Athos.


 
 
 
 
Ao encontrar alguém que seja muito romântico,
não diga nada.

Silencie, apenas.
E, ouça.

Ouça sua voz interior, esse grande rio da vida
que corre em tua alma,
em teu corpo, que trafega em todos os teus sentidos
e tem nascente em teu coração.

Se você encontra alguém romântico,
e se é poeta, e se te responde,
não diga nada e se encante em suas digas, apenas.

Não lhe pergunte nada:
"quem é, o que faz, quantos anos tem, onde mora".
Apenas, viva-o.
Sem penas e sem pesar.
Não o assuste, nunca...
Ele some como o tigre que se
embrenha selva a dentro,
onde nunca mais poderá ver e sentir o seu olhar,
ou como nuvem que se desfaz.

Saiba esperar, ele vai se revelar aos poucos,
tateando tua alma e se deixando tatear.

Como os olhos que se abrem vez
primeira e descobre o sol:
com cuidado, com vagar.

Sua alma eterna sabe da tua eternidade.
Que importa a tua idade?
Não pergunte a dele, nem ele precisa saber da tua.

Nem da cor de teus olhos...

Saiba apenas, que te quer bem.
E, feliz!

Sonhada e, sonho,
na realidade poética de sua vida...

Fonte

Um comentário:

Anônimo disse...

Ola Paulo

Realmente suas imagens dizem td e pr completar os seus comentarios e poesias são fantasticos .
Parabéns
Bj

Meu filho

Tenho em minha vida o homem mais doce que existe, meu filho. Quem tem a felicidade de conhecê-lo, sabe disso. Um cara amigo, leal, com ...