25 novembro 2006

ESPERA DESESPERADA


ESPERA DESESPERADA

por Paulo da Vida Athos

Preciso de teus braços toda noite...
Quando a natureza emudece
os tímpanos
e se recolhe em sombras.

Preciso de teus beijos
para a revelação,
para a minha boca vazia,
em meu corpo
trançado de solidão.

Preciso mergulhar feliz
e calar meu grito desesperado,
como a lua faz...
na imensidão do mar.

Preciso mergulhar em ti,
a começar
nos lábios!

Nenhum comentário:

Meu filho

Tenho em minha vida o homem mais doce que existe, meu filho. Quem tem a felicidade de conhecê-lo, sabe disso. Um cara amigo, leal, com ...